Policiais 'metem a porrada' em mulheres do MST em Fortaleza

Nesta terça-feira (8), cerca de 300 mulheres do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) se reuniram no Ceará em frente ao Palácio da Abolição, sede do governo estadual, e foram agredidas por policiais que faziam a segurança do local.

Um vídeo gravado por uma das integrantes do ato e divulgado nas redes sociais mostra as mulheres atrás de grades de proteção. Policiais tomam uma faixa da mão de uma delas e ameaçam o grupo com cassetetes. Um deles jogou spray de pimenta nas manifestantes.



Em entrevista ao 'Estadão', Lourdes Vicente, uma das coordenadoras do MST no Ceará, fez um desabafo: “Para nós, essa violência é inadmissível. A violência do Estado já faz parte do cotidiano. Estávamos aqui para tornar o 8 de março um dia de luta contra a violência, mas acabou sendo um dia com ação violenta por parte da polícia”.

Clique aqui e assista a pancadaria.

O ato fez parte de uma série de mobilizações que o movimento realiza em todo o Brasil. No Ceará, o grupo de mulheres listou como pautas prioritárias o acesso à água, a manutenção das escolas do campo e a produção de alimentos saudáveis.

Uma comissão de manifestantes foi recebida pelo governador Camilo Santana e por secretários por volta das 11 horas. Segundo Lourdes Vicente, o governador abriu um canal de diálogo para receber as demandas. 

Informações: Brasil de Fato

SHARE ON:

Hello guys, I'm Tien Tran, a freelance web designer and Wordpress nerd. Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error sit voluptatem accusantium doloremque laudantium, totam rem aperiam, eaque ipsa quae.

    Blogger Comment